Pesquisar no site


Contato

Raquel Elem
Rua Dq de Caxias, 1510
Av Treze de Maio, 541

Fone: (16) 3024-7206

E-mail: raquelelem@yahoo.com.br

Sertanejo Universitário

Sertanejo Universitário

Nos últimos anos, gêneros tradicionais da música brasileira foram adotados pelos jovens e receberam um novo alento. Samba e forró, por exemplo, ganharam uma vertente "universitária". O estilo sertanejo era candidato óbvio a entrar na história – e entrou. Existe hoje um sertanejo universitário, capitaneado por duplas como João Bosco & Vinícius e César Menotti & Fabiano. Mas o novo fenômeno não repete a experiência do samba e do forró, caracterizada pela busca do que é "puro" e "autêntico". O sertanejo universitário não traz nada da música caipira e muito pouco do sertanejo da década de 70. Tocado com percussão baiana e guitarras em volume alto, ele é música de balada. Há cidades que promovem festas de varar a noite (e às vezes o fim de semana), como as de música eletrônica. São uma espécie de rave do Jeca Tatu. Outras adotaram a micareta sertaneja, em que duplas se alternam com bandas de axé music. "Fazemos música para quem gosta de beijar na boca", diz Vinícius, um dos principais artistas do movimento.

O surgimento da dança denominada “Sertanejo Universitário” aconteceu logo após do chamado “boom” da dança de salão no Brasil e no mundo nos últimos anos devido a programas de tv que divulgam a modalidade, como o quadro “Dança dos Famosos” da Rede Globo. Ainda não existe nenhum estudo sobre como a dança nasceu. Ao que tudo indica a dança “sertanejo universitário” tenha nascido dentro das escolas de dança, ou pelo menos se desenvolvido rapidamente por elas. Isso fica nítido ao se observar as várias semelhanças com outros ritmos dançados a dois (alguns bem distintos uns dos outros) como o samba-rock, o zouk, o forró e o country.

Mesmo sabendo-se pouco sobre a origem do estilo, o que se sabe é que a moda de se dançar sertanejo universitário toma conta a cada dia mais dos amantes da atual musica sertaneja.

 

Ouça:
Curtição - João Bosco e Vinícius